Banner covid

Jamerson Ferreira se posiciona contra projeto que aumenta salários de prefeito e secretários.

Por Paulo Jefferson em 01/06/2022 às 07:39:35

O vereador Jamerson Ferreira se posicionou contra o Projeto de Lei que concede aumento salarial ao prefeito, Nabor Wanderley (Republicanos), ao vice-prefeito, Jacob Souto (REDE), e aos secretários municipais e adjuntos. Se aprovado pelos vereadores, o PL deve dobrar os salários do alto escalão do poder executivo patoense.

Para o parlamentar, o município precisa de aumento nos serviços em benefício da população.

"Acredito que não é o momento de dobrar os salários do prefeito e dos secretários, bem como de seus adjuntos, em um momento que o município precisa de aumento nos serviços inerentes à saúde, infraestrutura e educação", argumentou o vereador.

Com o aumento efetivado, o salário mensal do prefeito Nabor Wanderley, passará de R$ 17 mil para R$ 24 mil. Já o vice-prefeito Jacob Souto, que hoje embolsa dos cofres públicos R$ 8,5 mil, passará a receber a bagatela de R$ 11,5 mil, um aumento de cerca de 70%.

Os secretários municipais, por sua vez, deixarão de receber R$ 7 mil e receberão R$ 11 mil. Os secretários adjuntos vão receber 5 mil.

Jamerson pede que a população fique atenta ao comportamento de cada parlamentar, pois a cidade reprovou a legislatura passada por iniciativas como essas.

"Peço a população patoense que preste atenção como vota cada um parlamentar em relação a esse aumento absurdo, que a sociedade fiscalize seu vereador. Toda câmara é fruto do voto popular. A legislatura passada foi reprovada nas urnas, já esta atual vem tendo comportamentos e votações totalmente avessas aos anseios da sociedade em vários aspectos", criticou o parlamentar.

Comunicar erro
Banner anuncie

Comentários

Banner anuncie 2