Banner covid

Campeã de reality show é presa por espancar a filha até a morte

Por Paulo Jefferson em 13/05/2022 às 23:02:49

A vencedora do reality show culinário "Worst Cooks in America, Aruel Robinson, foi condenada por um júri da cidade de Greenville, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos, por bater em sua filha adotiva, de 3 anos, até a morte. A ex-professora, de 30 anos, e seu marido, Jerry Robinson, de 35 anos, foram acusados de homicídio e abuso infantil.

De acordo com o noticiado pelo canal Fox, Ariel foi condenada à prisão perpétua pela morte de Victoria Rose Smith, criança que adotou. Seu marido, em contrapartida, pode ter um redução de pena por ter assumido a culpa pelo crime. O relatório do Instituto Medico Legal de Greenville apontou que Victoria morreu em decorrência de ferimentos gerados por objetos perfuro-cortantes e agressões por força contundente.

No mesmo dia da condenação, na quinta-feira, 13, Ariel prestou depoimento, chorou ao ser questionada sobre a convivência com a filha, além de definir a criança como “perfeita”. As agressões que levaram Victoria à morte aconteceram em 13 de janeiro, quando a garota vomitou em seu próprio vestido a caminho da igreja, gerando ira em Ariel.

Por conta de todo esse imbróglio, ativistas dos direitos humanos criaram uma petição online, que já conta com mais de 46 mil assinaturas, que pede a revisão da legislação da Carolina do Sul em relação aos critérios de triagem para se adotar uma criança. A ideia é que o projeto de lei seja chamado de “Lei de Vitória”.

“Queremos que haja visitas domiciliares não programadas frequentes aos pais adotivos e adotivos e mesmo após a finalização das adoções”, afirma a descrição da petição. lares para que tenham a oportunidade de pedir ajuda se precisarem.”

Comunicar erro
Banner anuncie

Coment√°rios

Banner anuncie 2