Banner covid

Professoras fazem desabafo e apelo para que Governo do Estado reforme a Escola Coriolano de Medeiros, em Patos

Por Paulo Jefferson em 04/12/2021 às 12:03:15

As professoras Maria Joseny e Aline Mayara, que lecionam na Escola Estadual Coriolano de Medeiros, localizada no Bairro Santo, em Patos, estiveram no final da tarde desta quinta-feira, dia 02, no programa Polêmica, na Rádio Espinharas FM. As professoras fizeram relatos das dificuldades e dos desafios da educação pública.

Entre os assuntos levantados, as professoras fizeram um desabafo e o apelo para que a Secretaria de Educação do Estado da Paraíba realize a reforma na Escola Estadual Coriolano de Medeiros. A tradicional escola está repleta de problemas estruturais visíveis que vão desde paredes com rachaduras, banheiros danificados, quadra poliesportiva precária, matagal, reboco se desfazendo, telhado danificado, ausência de diretor escolar, dentre outros danos.

Durante o período de pandemia em decorrência da Covid 19, as escolas ficaram fechadas, porém, o Governo do Estado da Paraíba não realizou reformas necessárias para o pós pandemia visando o retorno às aulas presenciais. Apenas a Escola Estadual Monsenhor Manuel Vieira, o CEPA, recebeu atenção e melhorias pontuais.

Diante do descaso estrutural nas escolas da rede estadual de ensino, o Ministério Público Estadual (MPE) decidiu mover uma ação na justiça para que o Governo da Paraíba faça reformas necessárias. O Poder Judiciária acatou o pedido do MPE e obrigou o Governo para que fizesse reformas, porém, a Escola Coriolano de Medeiros, de acordo com informações, não estava na lista.

As professoras falaram também das dificuldades para ministrar aulas remotas por falta de apoio nas tecnologias e internet. Os esforços iniciais dos professores foram relatados e se denunciou gastos duvidosos do Governo do Estado com compra de equipamentos. O caso foi levado até a Assembleia Legislativa da Paraíba e o Deputado Anísio Maia está encaminhando uma audiência pública para aprofundar os questionamentos.

A reportagem fez contato com a gerente da 6ª Gerência Regional de Educação (6ª GRE), Genilúcia Medeiros. A gerente disse que ainda não recebeu a lista das escolas que serão contempladas com reformas em 2022.

Fonte: Jozivan Antero – Polêmica Patos

Comunicar erro
Banner anuncie

Comentários

Banner anuncie 2